Buscar
  • BRUNO FELIPE SOUZA

VERRUGA GENITAL E O HPV


Verrugas Genitais tem caracteristicamente o aspecto de lesão elevada com aspecto parecido com o de uma "couve flor"🍄, tendo associação com a infecção pelo HPV (Papilomavirus Humano).    


A Verruga Genital costuma se desenvolver na vulva, vagina, colo do útero, pênis e região próxima ao ânus. Existem dezenas de tipos de HPV, sendo que alguns tipos chamados de "alto risco" estão relacionados ao desenvolvimento de câncer.    


As verrugas relacionadas ao HPV podem surgir depois de anos após o contato pela via sexual, sendo que o vírus pode permanecer "adormecido" (estado latente) nesse período. A diminuição da resistência do organismo pode desencadear a multiplicação do HPV e, consequentemente, provocar o aparecimento de lesões clínicas e/ou subclínicas.     


🔍O diagnóstico pode ser realizado pelo médico por meio da avaliação da lesão a olho nu e com o auxílio de lupas ou dermatoscópio. A infecção latente, ou seja, aquelas que não manifestam lesão, poderão ser diagnosticadas com testes laboratoriais específicos como a Captura Híbrida que busca presença de DNA viral.     


😷As verrugas precisam ser tratadas, pois o atraso no tratamento das verrugas genitais pode tornar as lesões mais extensas e potencialmente mais graves, além do risco de transmissão do vírus para os parceiros. Até recentemente, a remoção das verrugas genitais era realizada basicamente pela destruição do tecido afetado por meio de cauterização química ou cirúrgica. No entanto, cada indivíduo responde de maneira diferente ao tratamento. Alguns podem precisar de uma sessão de terapia, outros de várias sessões e outros não respondem a este tratamento convencional. Neste último caso deve-se utilizar ou associar a imunoterapia para tratamento adequado.     


Em casos de lesões genitais, realize uma avaliação.    


🏅Dr Bruno é Urologista pela Sociedade Brasileira de Urologia e membro da American Urological Association EUA.     

92 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo